Notícias

Configura abaixo todas as notícias publicadas em nosso site. Caso tenha alguma sugestão Clique aqui !


Chuva melhora reservatório de usina de Marimbondo em Icém, SP

A chuva que voltou forte à região noroeste paulista nesta última semana, somada a um inverno menos rigoroso em termos de estiagem, já faz surtir efeito nos reservatórios das hidrelétricas. O acumulado do começo do ano até agora recuperou parte do nível da represa de Marimbondo, em Icém (SP).

Além do aumento na geração de energia, a mudança devolveu o lazer aos moradores. A rotina de quem frequenta o rio Grande, em Icém, já começou a voltar ao normal. "No começo da seca estava ruim para as crianças brincarem. Agora não, o nível da água está mais alto e facilita a gente vir curtir o rio", afirma o operador de máquina Gilvan de Jesus Santos.

O empresário Luiz Fernando Neves tem um restaurante na praia Mariana e por alguns meses viu o movimento despencar. Hoje, ele vive uma realidade diferente. "Para esta época agora está até alto, e o turista voltando porque está melhor o rio. O movimento melhorou uns 30%", afirma o empresário Luiz Fernando Neves.

Mas isso só foi possível porque de janeiro a agosto choveu pouco mais de 600 milímetros, em Icém. A quantidade de chuva do início do ano até agora já mudou a paisagem do rio Grande. Em um ponto do rio tem um tronco de árvore, que segundo os pescadores, tem aproximadamente 15 metros. Em janeiro, ele estava fora d'agua e hoje já está quase todo encoberto. Além do turismo, com o reservatório da usina de Marimbondo mais cheio, a produção de energia também aumentou.

Em janeiro, a quantidade de energia armazenada era de 16% e em maio saltou para 36%. Mesmo assim, de acordo com o engenheiro Erick Sampaio, ainda é pouco. Atualmente, o reservatório da usina esta com o volume de água pela metade. O engenheiro explica que a falta de água só deve ser resolvida no fim do ano.  "A usina de Marimbondo representa 2,5% da energia produzida na região, então se o reservatório da usina não subir adequadamente até o fim do ano, vai influenciar no custo da energia. Tem previsão que ocorra um volume maior de chuva nos reservatórios no fim do ano, o que precisa haver é um monitoramento", diz o engenheiro.







Copyright © 2022. Direitos de conteúdo reservados a:
RADIO CIDADE ALEGRIA FM

Mauritec